fbpx
Skip links

Medicamentos fora de uso – Doar, reciclar ou apenas colocar no lixo doméstico?

Convém especificar que que são produtos especiais e que guardá-los quando já não tem utilidade, não é boa opção.

Opte por doar medicamentos para os mais carenciados:

O “Banco Farmacêutico” efetua regularmente jornadas de Recolha de Medicamentos por todo o país.

Consulte o site https://bancofarmaceutico.pt/farmacias-aderentes quais as Farmácias aderentes e qual o período de recolha.

Dê um medicamento a quem precisa!

 

Reciclar é outra opção adequada:

Pode desta forma optar pela reciclagem, depositando-os nos contentores apropriados que se encontram nas Farmácias Comunitárias e Parafarmácias para que sejam recolhidos e tratado pela “ValorMed”, sociedade sem fins lucrativos que tem a responsabilidade da gestão dos resíduos de embalagens vazias e medicamentos fora de uso.

Sabe o que deve e não deve depositar nesses contentores?

O que entregar:

  • Embalagens e medicamentos, incluindo os folhetos e as caixas, mesmo que contenham blisters, frascos, bisnagas, entre outros, com restos ou vazios.

O que não entregar:

  • Agulhas e seringas, termómetros de mercúrio, pilhas, aparelhos elétricos e eletrónicos, material de penso e cirúrgico, produtos químicos, radiografias, etc.

Uma vez cheios, os contentores são selados e entregues pelos pontos de recolha aos distribuidores de medicamentos, para conservá-los em contentores estanques. Quando é atingida uma determinada quantidade de armazenagem, são transportados para um Centro de Triagem por um operador de gestão de resíduos.

No Centro de Triagem os resíduos são separados e classificados para, finalmente, serem entregues a gestores de resíduos autorizados que ficam com a responsabilidade do seu tratamento:

  • Reciclagem do papel, cartão, plástico e vidro.
  • Incineração segura com valorização energética dos restos de medicamentos e restantes resíduos.

Os portugueses têm aderido ao sistema?

As taxas de recolha dos resíduos têm vindo a aumentar de ano para ano. Tal fica a dever-se aos cidadãos, cada vez mais sensíveis e alertados para a necessidade de preservação do ambiente e proteção da saúde pública.

 

Conclusão:

Não coloque os medicamentos e embalagens vazias que já não utiliza ou que estão fora do prazo no lixo doméstico ou através dos esgotos, está a prejudicar o meio ambiente e a desperdiçar recursos valiosos que podem ajudar o próximo.

Bracarense – Grupo Funerário
Para mais informações contacte-nos através do nº 253 200 240 / email: geral@bracarense-grupofunerario.pt

Deixe um Comentário